“GLOBO, EU NÃO SOU TUAS NEGAS”: UMA ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO CONTRA-HEGEMÔNICA EM REDE NO MOVIMENTO DE BOICOTE A MINISSÉRIE SEXO E AS NEGAS

Main Article Content

Karen Greco Soares

Resumo

Este estudo tem por objetivo compreender um contexto de pressão social na esfera da internet no Brasil, no ano de 2014, quando mulheres negras de todo o país mobilizavam-se através de redes sociais em repúdio à veiculação da telenovela Sexo e as negas, da Rede Globo de Televisão. A análise parte de uma contextualização sobre os movimentos sociais afro-brasileiros no Brasil e o advento das novas plataformas multimídias em Levy (2001) e Castells (1999). Dessa forma, a reflexão procura mapear, através do objeto de estudo escolhido, o que são os novos movimentos contra-hegemônicos em rede segundo Moraes (2007). Entende-se que as novas tecnologias de comunicação configuram-se no cenário contemporâneo como espaços de resistência e de visibilidade da questão racial, contribuindo para a não aceitação de lógicas de preconceito e estigma à população negra, que historicamente se faz presente na mídia hegemônica tradicional.

Article Details

Como Citar
SOARES, Karen Greco. “GLOBO, EU NÃO SOU TUAS NEGAS”: UMA ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO CONTRA-HEGEMÔNICA EM REDE NO MOVIMENTO DE BOICOTE A MINISSÉRIE SEXO E AS NEGAS. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 8, n. 20, p. 86-102, out. 2016. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/10>. Acesso em: 09 abr. 2020.
Seção
Artigos