BRANQUITUDE É BRANQUIDADE? UMA REVISÃO TEÓRICA DA APLICAÇÃO DOS TERMOS NO CENÁRIO BRASILEIRO

Main Article Content

Camila Moreira

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma breve revisão teórica da utilização dos conceitos de branquitude em oposição ao de branquidade, principalmente no Brasil, mostrando como seus significados foram utilizados até chegar as definições distintas elaboradas pela teórica Edith Piza. De acordo com a perspectiva da autora, a aplicação dos termos branquidade e branquitude difere do ponto de vista conceitual ao tomar os termos negritude e negridade como pressupostos da sua aplicação. Enquanto a branquidade está associada ao termo negridade, utilizado nas décadas de 20 e 30 pela Frente Negra Brasileira com o objetivo, de modo geral, de aproximar os negros do referencial branco, assim favorecendo a aceitação social, o termo branquitude, refere-se ao ponto de superação do ideal branco através da aceitação da existência do privilégio por parte dos brancos e sua consequente tentativa de combate ao racismo.   

Article Details

Como Citar
MOREIRA, Camila. BRANQUITUDE É BRANQUIDADE? UMA REVISÃO TEÓRICA DA APLICAÇÃO DOS TERMOS NO CENÁRIO BRASILEIRO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 13, p. 73-87, jun. 2014. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/151>. Acesso em: 19 maio 2019.
Seção
Dossiê Temático