BRANQUITUDE E COLONIALIDADE DO SABER

Main Article Content

Ana Amélia de Paula Laborne

Resumo

 Este artigo pretende discutir as interfaces entre a produção do conhecimento e as relações raciais no Brasil. Para tal, adotamos como principal referencial teórico os estudos póscoloniais, considerando as conexões com a construção da branquitude no contexto brasileiro. O objetivo central é dialogar com as produções que analisam de que maneira a branquitude pode ou não operar no campo do conhecimento científico, mas principalmente na reprodução das desigualdades raciais no Brasil.  

Article Details

Como Citar
LABORNE, Ana Amélia de Paula. BRANQUITUDE E COLONIALIDADE DO SABER. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 13, p. 148-161, jun. 2014. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/156>. Acesso em: 23 mar. 2019.
Seção
Dossiê Temático