PRETO NO BRANCO: STUART HALL E A BRANQUITUDE

Main Article Content

Liv Sovik

Resumo

 Procura-se neste texto explicitar as formas em que o trabalho de Stuart Hall, apesar de focar identidades diaspóricas negras, é útil para os estudos da branquitude, para além da possibilidade de uma inversão, pela qual o fundo branco é definido pela figura negra.  Procura entender o método de Hall, que passa por um conceito particular do trabalho teórico, a interlocução de atores sociais não acadêmicos, o interesse pela história ou a genealogia e a busca da intervenção em processos políticos através do trabalho intelectual.  Nesses termos e no contexto do aumento do interesse acadêmico pela branquitude e da difusão, no espaço público, de palavras de ordem em torno do racismo, retoma o imperativo de Hall de analisar a conjuntura.   

Article Details

Como Citar
SOVIK, Liv. PRETO NO BRANCO: STUART HALL E A BRANQUITUDE. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 13, p. 162-174, jun. 2014. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/157>. Acesso em: 19 maio 2019.
Seção
Dossiê Temático