SER PROFESSORA NEGRA: ENTRELAÇAMENTO DAS ESFERAS FAMILIAR E PROFISSIONAL

Main Article Content

Aline Oliveira Ramos Nilma Margarida de Castro Crusoé Núbia Regina Moreira

Resumo

Trata-se de resultado de pesquisa sobre sentidos de professora negra construído no entrelaçamento das esferas familiar e profissional. Optou-se pela história de vida e encontrou-se os seguintes resultados: a) Os primeiros atos de discriminação racial sofridos por Ana ocorreram na família; b) Ana sofreu discriminação racial quando iniciou no magistério; c) O torna-se professora negra é um processo de luta, negociação e identificação; d) O enfrentamento das questões raciais na escola ainda está sob a dependência da “boa vontade” dos professores. Ao analisarmos a fala da professora compreende-se que a raiz das desigualdades sociais, da imagem negativa criada para o segmento negro, não se limita a um distúrbio moral do brasileiro, mas de uma reprodução sistemática e violenta da ordem racial, que comanda o quadro de inferiorização de um segmento e o enaltecimento de outro.

Article Details

Como Citar
RAMOS, Aline Oliveira; CRUSOÉ, Nilma Margarida de Castro; MOREIRA, Núbia Regina. SER PROFESSORA NEGRA: ENTRELAÇAMENTO DAS ESFERAS FAMILIAR E PROFISSIONAL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 8, n. 20, p. 203-216, out. 2016. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/17>. Acesso em: 18 jun. 2019.
Seção
Artigos