MOVIMENTOS SOCIAIS E NEGRITUDE NO BRASIL

Main Article Content

José Geraldo da Rocha

Resumo

 A negação de valores e identidade negra tem forjado no Brasil uma invisibilidade do negro. Ele existe, mas é como que se não existisse. A partir disto, a história o tem negado sistematicamente enquanto povo possuidor de valores, culturas, identidade, dignidade e cidadania. Esta realidade acabou funcionando como elemento motivador para estudiosos e historiadores na descoberta da necessidade de recontar e reescrever a História do Brasil. Desta vez não mais na perspectiva dos vencedores, mas a partir da visão dos vencidos, ou seja desde o lugar da comunidade negra. O presente texto tem dois objetivos fundamentais: contextualizar as lutas específicas da comunidade negra num contexto maior, o do movimento social. Num primeiro momento esta comunidade se organiza e atua enquanto empobrecidos de um modo geral, ainda desprovida de consciência de negritude e na luta social toma consciência da especificidade da negritude e se organiza enquanto movimento negro e oferece uma singular contribuição para se repensar a dignidade e a cidadania para todos no país tornando o combate ao racismo a sua principal bandeira de luta.  

Article Details

Como Citar
ROCHA, José Geraldo da. MOVIMENTOS SOCIAIS E NEGRITUDE NO BRASIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 12, p. 24-60, fev. 2014. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/176>. Acesso em: 24 fev. 2020.
Seção
Artigos