O DESAFIO DA DES-RE-TERRITORIALIZAÇÃO PARA ESTUDANTES NEGROS/AS MORADORES/AS DE FAVELA NA UNIVERSIDADE PÚBLICA: O CASO DO PROGRAMA CONEXÕES DE SABERES

Main Article Content

Francisco Marcelo da Silva

Resumo

 o Programa Conexões de Saberes: diálogo entre a universidade e as comunidades populares é Política Afirmativa de Permanência desenvolvida pelo MEC desde 2004, destinada a garantir uma permanência com qualidade a estudantes negros/as moradores/as de favelas, especificamente, no ensino superior. Para além das dificuldades materiais que geralmente se apresentam como entrave primeiro a permanência de grupos historicamente marginalizados a partir da entrada no ensino superior brasileiro, outras formas silenciosas como falta de familiaridade com temas acadêmicos, discriminação racial e territorial também atuam como obstáculos a serem superados por esses grupos nos espaços acadêmicos, que na busca por soluções imediatas podem vir a desenvolver como autodefesa, a negação de suas origens étnicas e/ou socioterritoriais na luta por uma permanência menos atribulada na universidade.  

Article Details

Como Citar
SILVA, Francisco Marcelo da. O DESAFIO DA DES-RE-TERRITORIALIZAÇÃO PARA ESTUDANTES NEGROS/AS MORADORES/AS DE FAVELA NA UNIVERSIDADE PÚBLICA: O CASO DO PROGRAMA CONEXÕES DE SABERES. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 6, n. 12, p. 102-122, fev. 2014. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/179>. Acesso em: 21 fev. 2020.
Seção
Artigos