AMÍLCAR CABRAL E PAULO FREIRE NA ERA DA TECNOLOGIA DIGITAL

Main Article Content

Raquel de Almeida Moraes Lino Vaz Moniz

Resumo

O artigo sintetiza pesquisa sobre a possibilidade do  ambiente virtual de ensino e aprendizagem  ser um espaço para a prática educativa a partir das  teses da arma da teoria e dialogismo de  Amilcar Cabral e  Paulo Freire, respectivamente. Partindo-se da hipótese de que a relação entre essas  concepções se efetiva quando o assimilado se enraíza novamente na sua cultura e abandona a cultura do invasor, a partir de metodologia qualitativa foram  analisadas as respostas dos estudantes da UnB Virtual no ano de 2004. Como conclusão destaca-se que um relacionamento de natureza afetiva, como propõe Paulo Freire, pode ocorrer num espaço de mediação virtual desde que os participantes não sejam extremamente numerosos a ponto de dificultar que todos se conheçam.  Por fim, o fator fundamental, senão determinante,  a partir de Amilcar Cabral, é a atitude política, como o interesse dos participantes em optar por esse tipo de relacionamento, o que conseqüentemente, leva ao diálogo amoroso que pode romper com as amarras da dominação. 

Article Details

Como Citar
MORAES, Raquel de Almeida; MONIZ, Lino Vaz. AMÍLCAR CABRAL E PAULO FREIRE NA ERA DA TECNOLOGIA DIGITAL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 5, n. 10, p. 108-124, jun. 2013. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/204>. Acesso em: 02 abr. 2020.
Seção
Artigos