O SUBPRODUTO SOCIAL ADVINDO DAS COTAS RACIAIS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL

Main Article Content

Helio Santos Karen Sasaki Marcilene Garcia de Souza

Resumo

Este artigo propõe demonstrar que as ações afirmativas no Brasil, no âmbito da universidade pública, originalmente reivindicadas pelo segmento negro, acabaram proporcionando um consistente subproduto social que beneficiou outros segmentos étnico-raciais. Para tanto, foi realizada uma análise de indicadores sobre a temática, a qual pôde inferir as conclusões dos autores. Neste sentido, o conceito de “subproduto social” deve ser entendido como a extensão de benefícios a outros grupos sociais que historicamente não sofreram desvantagens efetivas no Brasil. Trata-se de um artefato conceitual que possui dois componentes: o primeiro decorre da essência do debate ideológico sobre o tema e o outro tem um cunho perverso, pois transfere as vagas das “cotas raciais” não preenchidas para as “cotas sociais”.  

Article Details

Como Citar
SANTOS, Helio; SASAKI, Karen; SOUZA, Marcilene Garcia de. O SUBPRODUTO SOCIAL ADVINDO DAS COTAS RACIAIS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO BRASIL. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 5, n. 10, p. 156-180, jun. 2013. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/207>. Acesso em: 08 abr. 2020.
Seção
Artigos