CANTORAS AFRO-BRASILEIRAS DE ÓPERA: UMA REFLEXÃO SOBRE A AUSÊNCIA DE CANTORAS LÍRICAS NEGRAS NOS LIVROS DE HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA DO SÉCULO XIX

Main Article Content

Antonilde Rosa Pires Ana Guiomar Rêgo Souza

Resumo

Este artigo se propõe a investigar a participação de cantoras líricas negras nos teatros brasileiros em finais do século XVIII e durante a primeira metade século XIX, visando entender a invisibilização dessas mulheres na História da Música no Brasil. Cantar ópera naquela época e praticar música em geral, era quase sempre mais uma obrigação que os negros tinham que realizar, e não, na maioria das vezes, uma atividade de prazer e glamour. Por isso, escrever sobre a música brasileira e não referenciar essas mulheres significa invisibilizá-las. Assim, acreditamos que há uma necessidade de se repensar e reescrever a história da música na perspectiva do antirracismo, anti-machismo e anticlassimo, para que a pluralidade étnico-raciais, de gênero, de classe, que forma a sociedade brasileira, seja representada.

Article Details

Como Citar
ROSA PIRES, Antonilde; RÊGO SOUZA, Ana Guiomar. CANTORAS AFRO-BRASILEIRAS DE ÓPERA: UMA REFLEXÃO SOBRE A AUSÊNCIA DE CANTORAS LÍRICAS NEGRAS NOS LIVROS DE HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA DO SÉCULO XIX. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 21, p. 20-36, fev. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/224>. Acesso em: 09 abr. 2020.
Seção
Dossiê Temático