PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS E AS INIQUIDADES NO BRASIL: UM OLHAR SOBRE OS BOLSISTAS DO DF E DA REGIÃO CENTRO-OESTE

Main Article Content

Rovênia Amorim Borges Renísia Cristina Garcia Filice

Resumo

O artigo discorre sobre a participação de estudantes de graduação do Distrito Federal e da região Centro-Oeste, do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), no intercâmbio para os Estados Unidos entre 2012 e 2015. Definiu-se por objetivo a construção de um perfil socioeconômico e linguístico desses estudantes, na intersecção por gênero, raça e classe. Ao identificar o perfil dos bolsistas do CsF, o estudo lança luz sobre as lacunas históricas na educação básica brasileira, que refletem na escolarização desigual entre homens e mulheres, brancos e negros, pobres e ricos. A coleta dos dados foi realizada por questionário virtual enviado a participantes do Programa nos EUA, listados no site oficial Bolsistas pelo Mundo. Obteve-se uma amostra de 1.283 estudantes das cinco regiões. A análise das respostas teve o suporte do software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) e verificou-se que o Centro-Oeste apresentou um panorama de maior equidade por classe e raça, pendular às melhores condicionalidades sociais dos bolsistas do DF.

Article Details

Como Citar
BORGES, Rovênia Amorim; FILICE, Renísia Cristina Garcia. PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS E AS INIQUIDADES NO BRASIL: UM OLHAR SOBRE OS BOLSISTAS DO DF E DA REGIÃO CENTRO-OESTE. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 21, p. 81-95, fev. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/228>. Acesso em: 09 abr. 2020.
Seção
Dossiê Temático