A CIDADE NAS FRANJAS DO CAPITALISMO: habitar a periferia e ser jovem negro

Main Article Content

Regina Marques Oliveira

Resumo

O artigo traz reflexões de como o adolescente negro morador da periferia constrói sua identidade a partir das relações com o espaço e acesso à cidadania. Criticamos os sistemas políticos brasileiros e as mudanças recentes nos últimos dez anos e as relações que o Estado estabelece em sua base para garantir sua permanência no poder e menosprezar os compromissos assumidos com a população negra antes da eleição. No mesmo sentido, a presença das ONGS e movimentos sociais nos espaços da cidade periférica reiteram a ausência do Estado na medida em que também utilizam as populações locais para manter seus benefícios de verbas sociais ao invés de fomentarem a busca por uma real cidadania para os moradores. Nesta crítica constatamos que a formação de uma identidade negra forja as condições de interpretação do contexto globalizado, lançando-os no protagonismo de eminentes transformações sociais.

Article Details

Como Citar
OLIVEIRA, Regina Marques. A CIDADE NAS FRANJAS DO CAPITALISMO: habitar a periferia e ser jovem negro. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 4, n. 8, p. 30-51, out. 2012. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/248>. Acesso em: 09 abr. 2020.
Seção
Artigos