HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO FUNDAMENTAL: MITO OU REALIDADE?

Main Article Content

Raquel Amorim dos Santos Wilma de Nazaré Baía Coelho

Resumo

Este estudo analisa as representações sociais de professores acerca da Lei 10.639/2003 e DCNERER no currículo do Ensino Fundamental. Esta pesquisa fundamentou-se no referencial teórico-metodológico em Moscovici (1978), Gomes (2006), Coelho (2009), para a análise das representações sociais, formação e relações raciais. Utilizamos como instrumento de coleta de dados documentos oficiais, questionário e grupo focal. Inferimos que o preconceito racial apresenta-se de forma tácita, na sociedade brasileira, o que contribui para a disseminação e ratificação do racismo e discriminação em vários setores sociais, entre os quais a escola. Concluímos que a formação de professores representa um momento crucial para a formulação de uma Pedagogia que trabalhe com a diversidade cultural. A ausência dessa formação pode inviabilizar a subversão de práticas discriminatórias e estereotipias cristalizadas, em relação ao negro na escola e em seus instrumentos didático-pedagógicos.

Article Details

Como Citar
SANTOS, Raquel Amorim dos; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO FUNDAMENTAL: MITO OU REALIDADE?. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 3, n. 7, p. 29-51, jun. 2012. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/361>. Acesso em: 02 abr. 2020.
Seção
Artigos