IDENTIDADES E (DES)IGUALDADES ÉTNICO-RACIAIS NO ENSINO DE HISTÓRIA

Main Article Content

Mirian de Albuquerque Aquino Alba Cleide Calado Wanderley

Resumo

Este artigo discute as relações étnico-raciais no ensino de história. Aponta alguns elementos relacionados à igualdade e (des)igualdade, especialmente, inerentes às condições em que vive a população negra, retratadas no ensino de história. Objetiva contribuir para minimizar o risco de reproduzirmos processos discriminatórios e excludentes reforçados, não raras vezes, pelo despreparo de educadores na disseminação e transmissão de conteúdos veiculados pelo material didático, dentro e fora do espaço escolar. Consideramos que ensinar história implica a reconstrução da identidade negra, a construção do olhar de um grupo étnico-racial, a partir da relação com o outro. Essa construção implica uma dimensão subjetiva, simbólica e política que passa pela compreensão que o ensino de história e a diversidade cultural incluem o sentimento de igualdade. Faz com que os sujeitos compreendam a si e respeitem as diferenças, contribuindo para o entendimento de que a história da população negra também é história brasileira.

Article Details

Como Citar
AQUINO, Mirian de Albuquerque; WANDERLEY, Alba Cleide Calado. IDENTIDADES E (DES)IGUALDADES ÉTNICO-RACIAIS NO ENSINO DE HISTÓRIA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 3, n. 7, p. 141-155, jun. 2012. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/369>. Acesso em: 08 abr. 2020.
Seção
Artigos