OURO, NÍQUEL, CONGOS E A DIÁSPORA AFRICANA EM GOIÁS: A LEI 10639 NO ENSINO DE QUÍMICA

Main Article Content

Juvan Pereira da Silva Anna M. Canavarro Benite

Resumo

A proposta dessa pesquisa é apresentar os legados culturais deixados pelos/as e negros/as que tiveram a sua mão de obra especializada e escravizada nos garimpos de ouro quando do surgimento do atual estado de Goiás  e em particular a cidade de Niquelândia. Esses/as negros/as quando chegam aqui, como em toda a diáspora, reinventam um novo mundo, criam uma identidade partilhada a todos os membros da comunidade, definindo, aprofundando, e fortalecendo seus vínculos uns com os outros e com sua ancestralidade. E uma das maneiras de se fazer essa ressignificação é através das Congadas. Assim apresentamos uma pesquisa, com vistas a implementação da lei 10.639/03 no ensino de química onde contextualizamos o legado cultural deixado pelo/a negro/a africano/a e seus descendentes na cidade de Niquelânida e a  extração de níquel, descoberto após a decadência do ouro, naquela cidade. 

Article Details

Como Citar
SILVA, Juvan Pereira da; BENITE, Anna M. Canavarro. OURO, NÍQUEL, CONGOS E A DIÁSPORA AFRICANA EM GOIÁS: A LEI 10639 NO ENSINO DE QUÍMICA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 22, p. 273-302, jun. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/408>. Acesso em: 22 fev. 2020.
Seção
Dossiê Temático