"POR QUE OS CONHECIMENTOS TRADICIONAIS ESTÃO FIRMADOS EM TRÊS MUNDOS"

Main Article Content

Cristina Maria Areda Oshai

Resumo

Analisa conhecimentos tradicionais e acadêmicos, relacionados à saúde em comunidades negras situadas no arquipélago do Marajó na Amazônia paraense, constatando que as relações saúde/ doença são tratadas, tanto do ponto de vista da medicina tradicional, como dos conhecimentos tradicionais que acumulam práticas ritualísticas que integram influências indígenas, do catolicismo, do kardecismo e de religiões de matrizes africana. Apontam que, além dos saberes, patrimônios também se configuram pelas matas, atalhos, trilhas, rios e igarapés, entre outros. Porém, a menção a pajés ou curandeiros, a benzedeiras e a seus conhecimentos e saberes como riquezas locais, evidenciam a importância que tais sujeitos e seus conhecimentos têm para a reprodução cultural e material das comunidades.

Article Details

Como Citar
OSHAI, Cristina Maria Areda. "POR QUE OS CONHECIMENTOS TRADICIONAIS ESTÃO FIRMADOS EM TRÊS MUNDOS". Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, p. 06-34, dez. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/493>. Acesso em: 21 fev. 2020.
Seção
Caderno Temático