TEMPORALIDADES DA LUTA PELA TERRA E PELA ÁGUA: OS ATUAIS DESAFIOS DO POVO INDÍGENA XOKÓ NAS SUAS RELAÇÕES ESPAÇO-TEMPORAIS COM O RIO SÃO FRANCISCO

  • Avelar Araújo Santos Junior

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de refletir sobre os processos de territorialização associados à sistematização de políticas públicas e projetos de desenvolvimento territorial que, combinados nas suas diferentes escalas, agravam as problemáticas sociais e ambientais que afligem o povo indígena Xokó na contemporaneidade. A partir de uma análise das mediações espaço-temporais que constituem, historicamente e geograficamente, a precariedade das atuais condições ambientais da bacia hidrográfica do rio São Francisco, refletimos sobre a territorialidade desenvolvida por esse povo indígena em seus modos de reprodução material e imaterial, mantendo nosso enfoque territorial nas estratégias de organização política e produtiva da comunidade da aldeia da Ilha de São Pedro, particularmente, em relação à pesca artesanal.

Publicado
Nov 3, 2017
Como Citar
JUNIOR, Avelar Araújo Santos. TEMPORALIDADES DA LUTA PELA TERRA E PELA ÁGUA: OS ATUAIS DESAFIOS DO POVO INDÍGENA XOKÓ NAS SUAS RELAÇÕES ESPAÇO-TEMPORAIS COM O RIO SÃO FRANCISCO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 23, p. 109-131, nov. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/509>. Acesso em: 13 dez. 2017.