PESCADORES(AS) ARTESANAIS E PRODUÇÃO DO ESPAÇO: A COMUNIDADE PESQUEIRA DO BAIACU – VERA CRUZ (BA)

  • Taíse dos Santos Alves

Resumo

O presente artigo, objetiva a compreensão e análise do espaço geográfico organizado e produzido pelos(as) pescadores(as) artesanais, ou seja, o espaço pesqueiro da comunidade do Baiacu situado no município de Vera Cruz (BA). O trabalho notou-se que ao se apropriarem da natureza, os pescadores(as) artesanais produzem espaço e, constituem suas espacialidades e territorialidades. Em Baiacu,  em especial, destaca-se que o espaço que revela singularidades, graças à sua ocupação e construção histórica, já que, expressa simbolismos, metáforas, ricos em histórias e culturas, dotados de práticas e relações sociais, as quais os(as) pescadores(as), marisqueiras, vendedoras(es), crianças, mulheres, homens, transformam esse espaço num lugar único, de um povo singular, que faz do seu cotidiano “simples” a complexidade de entender as formas de resistência e manutenção de prática da vida através da pesca artesanal. 

Publicado
Nov 3, 2017
Como Citar
ALVES, Taíse dos Santos. PESCADORES(AS) ARTESANAIS E PRODUÇÃO DO ESPAÇO: A COMUNIDADE PESQUEIRA DO BAIACU – VERA CRUZ (BA). Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 23, p. 132-150, nov. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/510>. Acesso em: 13 dez. 2017.