DESERTIFICAÇÃO E AS IMPLICAÇÕES AMBIENTAIS NOS TERRITÓRIOS TRADICIONAIS DA BAHIA

  • Israel de Oliveira Junior
  • Anderson de Jesus Pereira

Resumo

Os territórios tradicionais localizados na Área Susceptível à Desertificação (ASD) são vulneráveis aos efeitos da degradação, que reduzem a qualidade de vida dos povos e deterioram a base econômica, social, cultural e outras. Neste estudo, objetivou-se destacar as implicações ambientais decorrentes da desertificação para os territórios indígenas e quilombolas da ASD da Bahia, no intuito de discutir sobre os efeitos que ameaçam a manutenção do equilíbrio ecológico, a reprodução territorial, social e cultural tradicional. Realizou-se uma revisão bibliográfica sobre os principais efeitos da degradação das terras secas e identificou as práticas agropecuárias como as causadoras da desertificação, com amplas repercussões ambientais, que deterioram a base econômica, social e ampliam os fatores de abandono das terras e pobreza.

Publicado
Nov 3, 2017
Como Citar
JUNIOR, Israel de Oliveira; PEREIRA, Anderson de Jesus. DESERTIFICAÇÃO E AS IMPLICAÇÕES AMBIENTAIS NOS TERRITÓRIOS TRADICIONAIS DA BAHIA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 9, n. 23, p. 151-170, nov. 2017. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/511>. Acesso em: 13 dez. 2017.