CRIANÇAS EM PERFORMANCE DE INICIAÇÃO NO CANDOMBE DA LAPINHA

Main Article Content

Ridalvo Felix de Araujo

Resumo

Na prática ritualística o canto tece a dança e o ritmo dos tambus embala o corpo em aprendizado. O discurso do mais velho, seja ele Capitão ou mestre, restitui memórias ancestrais e aprendizados cujos significados ordenam o momento coerente para a sua transmissão. Aos poucos o peixinho novo – aqui nesse ensaio nós concebemos o significado de criança atribuído à expressão pelo Capitão David, do Candombe da Lapinha (Lagoa Santa/MG) – começa a aprender a tomar conta de maré (cantar-tocar-dançar), tudo isso ao mesmo tempo, mas em fases e momentos contínuos. Durante o encerramento das atividades ritualísticas do Candombe ligadas ao culto e a Festa do Rosário consegui vivenciar momentos em que os mais velhos ensinaram aos mais novos como conduzir o canto dançado e instrumentos do Candombe.

Article Details

Como Citar
ARAUJO, Ridalvo Felix de. CRIANÇAS EM PERFORMANCE DE INICIAÇÃO NO CANDOMBE DA LAPINHA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, p. 43-65, jan. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/529>. Acesso em: 21 out. 2018.
Seção
Caderno Temático