SOCIABILIDADES NEGRAS ENTRE A DIVERSÃO E OS LETRAMENTOS: UM CLUBE LITERÁRIO E RECREATIVO NOS CAMPOS GERAIS (PR)

  • Merilyn Ricieli dos Santos
  • Ione da Silva Jovino

Resumo

O artigo apresenta como o letramento aparece nas práticas de sociabilidades negras como estratégia de inserção social e como as instituições podem ter funcionado enquanto agências de letramentos. Para isso, centra-se na apresentação do Clube Literário e Recreativo 13 de Maio, fundado em Ponta Grossa, Paraná, em 1890. As reflexões são derivadas da pesquisa de Santos (2016) sobre o referido clube e se iniciam com breve apresentação do mesmo, com contextualização sócio- histórica. Em seguida, trazemos apontamentos sobre os clubes negros, em especial no sul do Brasil, mostrando como o período imediatamente posterior à abolição da escravatura produziu estes grupos heterogêneos, com funções distintas, mas com alguns elos comuns. No final, a partir do termo “literário”, presente no nome do clube pontagrossense, aborda-se como ele pode ser lido como um possível espaço de letramentos, semelhante a algumas Irmandades Negras e outros clubes.

Publicado
Jan 2, 2018
Como Citar
SANTOS, Merilyn Ricieli dos; JOVINO, Ione da Silva. SOCIABILIDADES NEGRAS ENTRE A DIVERSÃO E OS LETRAMENTOS: UM CLUBE LITERÁRIO E RECREATIVO NOS CAMPOS GERAIS (PR). Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, p. 164-183, jan. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/535>. Acesso em: 23 fev. 2018.