EXISTE UMA PRÁTICA EFETIVA DA LEI 10.639/03 NO ESPAÇO ESCOLAR?

Main Article Content

Antonia Regina dos Santos Abreu Alves Francis Musa Boakari

Resumo

As relações sociais construídas em nosso país são marcadas por muitas tensões. Falar nestas categorias é humanizar as realidades contemporâneas, especialmente, as relações dinâmicas e desigualdades persistentes envolvendo brasileiros afrodescendentes. O referido artigo apresenta uma experiência desenvolvida por integrantes do Núcleo de Pesquisa Roda Griô-GEAfro (Gênero, educação e afrodescendência) na II Semana Afro-cultural da Faculdade Santo Agostinho, momento em que se discutiu as Políticas de Ação Afirmativa, a Lei 10.639/03 e sua implicação no ambiente escolar. O debate pautou-se com a discussão da lei que institui a obrigatoriedade do estudo da África e cultura e Afro-Brasileira. Assim, ancoramo-nos em autores/as como Castro (2008), Silva (2008), Cavalleiro (2008), dentre outros, entendendo que as discussões precisam continuar, pois o processo de formação da pessoa está em constantes modificações e conflitos sociais que poderiam levar ao diálogo e à humanização.

Article Details

Como Citar
ALVES, Antonia Regina dos Santos Abreu; BOAKARI, Francis Musa. EXISTE UMA PRÁTICA EFETIVA DA LEI 10.639/03 NO ESPAÇO ESCOLAR?. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 8, n. 18, p. 426-439, fev. 2016. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/60>. Acesso em: 20 fev. 2020.
Seção
Artigos