MOVIMENTO NEGRO E MOVIMENTO QUILOMBOLA: PARA UMA TEORIA DA TRADUÇÃO

Main Article Content

Lourenço Cardoso Lilian Gomes

Resumo

O presente artigo pretende apresentar o modo pelo qual o movimento negro e o movimento quilombola são partes de um mesmo contexto de lutas pelo alcance do reconhecimento, redistribuição e representação política na esfera pública para os negros no Brasil. A entrada do movimento quilombola no espaço público nacional, umbilicalmente ligado ao movimento negro, mas também fomentador de uma pauta específica, pluraliza os temas e as demandas. Cria a necessidade de um diálogo intercultural entre os dois movimentos. O objetivo deste artigo é indicar que a relação entre esses dois movimentos pode ser pensada a partir da perspectiva da teoria da tradução intercultural formulada pelo Boaventura de Sousa Santos.

Article Details

Como Citar
CARDOSO, Lourenço; GOMES, Lilian. MOVIMENTO NEGRO E MOVIMENTO QUILOMBOLA: PARA UMA TEORIA DA TRADUÇÃO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 26, p. 153-171, out. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/644>. Acesso em: 12 dez. 2018.
Seção
Artigos