A COR DAS COTAS NAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS: AÇÃO AFIRMATIVA, RAÇA E SOBRERREPRESENTAÇÃO DE GRUPOS SOCIAIS NO ENSINO SUPERIOR

Main Article Content

Paulo Alberto dos Santos Vieira

Resumo

O atual crescimento exponencial da presença negra no ensino superior pode sugerir que a recusa à adoção de cotas para negros se constituiu em um emblema mais profundo que o debate parece sugerir. Buscamos retomar o debate sobre as ações afirmativas sob determinados ângulos, assim: apresentamos um breve histórico; recuperamos o debate sobre o tema e, no interior deste, identificamos pelo menos três perspectivas de compreensão destas políticas; problematizamos as críticas, especialmente ressaltando o argumento de que estas seriam responsáveis por racializar a política e, por consequência, engendrar sujeitos portadores de “mais direitos”; e, por fim, tecemos algumas considerações finais. Propondo uma reflexão em torno da cor das cotas das universidades brasileiras, queremos postular inscrição entre aqueles que, ao se posicionarem favoravelmente à adoção destas políticas, buscam compreender as complexas relações que se estabelecem entre distintos grupos sociais no Brasil contemporâneo.

Article Details

Como Citar
VIEIRA, Paulo Alberto dos Santos. A COR DAS COTAS NAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS: AÇÃO AFIRMATIVA, RAÇA E SOBRERREPRESENTAÇÃO DE GRUPOS SOCIAIS NO ENSINO SUPERIOR. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 17, p. 23-44, out. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/69>. Acesso em: 20 fev. 2020.
Seção
Dossiê Temático