“PRÁ QUE ENGOLIR REJEITADOS DO HAITI?” O LUGAR DE ONDE FALO!

Main Article Content

Maristela Abadia Guimarães Kátia Morosov Alonso Roberto Carlos da Silva Borges

Resumo

O Brasil atravessa momento singular no panorama das migrações internacionais. Diferente dos séculos XIX e XX, quando havia um projeto de nação a ser construída e para cá vieram migrantes europeus, adentram no País povos de diferentes nações, entre elas, do Haiti. Nosso objetivo é analisar os discursos expressos em diferentes mídias e nas redes sociais Facebook e Twitter referentes à presença dos haitianos no Brasil entre 2010 e 2015. Uma migração significativamente negra num País, onde são alarmantes os índices de desigualdades raciais, pode motivar a xenofobia e a discriminação contra estrangeiros? Podemos observar que sim, dados os discursos levantados nas mídias e redes sociais. Cabe-nos questionar se é exclusivamente o fato de ser estrangeiro que incomoda ou se o incômodo surge pela razão de o migrante não ser adequado aos padrões

Article Details

Como Citar
GUIMARÃES, Maristela Abadia; ALONSO, Kátia Morosov; BORGES, Roberto Carlos da Silva. “PRÁ QUE ENGOLIR REJEITADOS DO HAITI?” O LUGAR DE ONDE FALO!. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 7, n. 17, p. 143-162, out. 2015. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/76>. Acesso em: 20 fev. 2020.
Seção
Dossiê Temático