DE ORATURA E DANÇA OXUM NA OBRA OMO-OBA HISTÓRIAS DE PRINCESAS E NO ESPETÁCULO BRÁFRICA

Main Article Content

Revista da ABPN Leandro Passos Luana Passos Edinaldo da Silva Nascimento

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar, a partir do rito, do mito e da simbologia do orixá Oxum, o conto “Oxum e seus mistérios”, inserido na obra Omo-Oba: histórias de princesas (2009) da escritora negra Kiusam de Oliveira, e o espetáculo BrÁfrica (2014), contemplado pelo edital de fomento Nelson Seixas da Secretária de Cultura de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Para fundamentar as análises, serão tomados os estudos de Girotto (1999), Prandi (2001) e Fonseca (2003) sobre religião africana e afro-brasileira; os de Ford (1999) no que diz respeito ao mito africano; os de Mata (2001) e de Rosário (2001), no que se referem à oratura africana; e os de Paiva (2009) e de Ferreira (2019) com suas contribuições acerca da dança africana e afro-brasileira. Os estudos de Jenny (1979) e de Hutcheon (1985) fundamentarão os de intertextualidade.

Article Details

Como Citar
ABPN, Revista da et al. DE ORATURA E DANÇA OXUM NA OBRA OMO-OBA HISTÓRIAS DE PRINCESAS E NO ESPETÁCULO BRÁFRICA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 11, n. Ed. Especi, p. 7-24, out. 2019. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/794>. Acesso em: 14 nov. 2019.
Seção
Caderno Temático