MASCULINIDADES RACIALIZADAS E AS “EXISTÊNCIAS INFERNAIS” DE JOVENS HOMENS NEGROS NO RECÔNCAVO DA BAHIA

Main Article Content

Julio Cesar Cerqueira Araújo

Resumo

Este artigo é resultado da minha dissertação de mestrado em Ciências Sociais, pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (PPGCS-CAPES, 2017- 2018), desenvolvida com jovens homens negros com idades entre 16 e 24 anos, estudantes do anexo do Colégio Estadual Rômulo Galvão, localizado na zona rural da cidade de São Félix (BA).[1] O objetivo da investigação foi compreender como se constroem as identidades masculinas e os projetos de vida de jovens homens negros naquele contexto, utilizando a antropologia crítica e a etnografia como método investigativo pautado na relação dialógica e na experiência dos sujeitos. O resultado da pesquisa aponta para a racialização atuando sobre a representação de sujeitos negros, tornando suas experiências atravessadas por “existências infernais”.


 


[1] O título da minha dissertação de mestrado em Ciências Sociais é: “Antinegritude e construção de projetos de vida: uma etnografia entre jovens homens negros no Recôncavo da Bahia”, defendida pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, em 2019.

Article Details

Como Citar
CERQUEIRA ARAÚJO, Julio Cesar. MASCULINIDADES RACIALIZADAS E AS “EXISTÊNCIAS INFERNAIS” DE JOVENS HOMENS NEGROS NO RECÔNCAVO DA BAHIA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 11, n. 30, nov. 2019. ISSN 2177-2770. Disponível em: <http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/805>. Acesso em: 12 dez. 2019.
Seção
Dossiê Temático