TERRITÓRIO QUILOMBOLA DE CORDOARIA: EXPLORAÇÃO IMOBILIÁRIA E DA RESISTÊNCIA NEGRA

Main Article Content

Rosy de Oliveira Lilian Soares da Silva

Resumo

O presente  artigo apresenta uma  análise descritiva  do territorio da Comunidade   Remanescente do Quilombo de Cordoaria -  localizada na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador/BA. O territorio é constituido por uma população de 234 famílias e aproximadamente 650 indivíduos residentes na localidade. Os quais, por meio da  Associação da Comunidade, demandam a identificação e a delimitação da área de 27.982 Km² do seu territorio, por via do Instituto de Colonização e Reforma Agrária – INCRA – ainda em processo.  O artigo segue o pressuposto  de que o Estado brasileiro postergou o processo de  emissão de terras para os escravizados e para os descendentes de ex-escravizados desde o final de 1883.  Esse adiamento  permanece reconfigurado na logica da  expeculação imobiliaria insidente no  Territorio da Comunidade de Cordoaria -BA, autodeclarada de Remanescente de Quilombolas  no Estado Contemporaneo. O artigo descreve e analisa a memória de  resistencia da Comunidade de Cordoaria concatenada com a atualidade do problema fundiário enfrentado entre  a Comunidade,  o Estado e as  especulações dos “novos”  empreendimentos imobiliários no território  em questão.

Article Details

Como Citar
DE OLIVEIRA, Rosy; SOARES DA SILVA, Lilian. TERRITÓRIO QUILOMBOLA DE CORDOARIA: EXPLORAÇÃO IMOBILIÁRIA E DA RESISTÊNCIA NEGRA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. 34, p. 315-336, nov. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1140>. Acesso em: 26 out. 2021.
Seção
Dossiê Temático