MULHERES NEGRAS E FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS: TRIAGEM NEONATAL PARA ANEMIA FALCIFORME

Main Article Content

Berenice Assumpção Kikuchi Maria Lucia Ivo Ana Rita Barbieri

Resumo

Este estudo avaliou as ações de mulheres negras da zona leste de São Paulo e suas influências, na formulação da política pública Triagem Neonatal para anemia falciforme em São Paulo. Para tal, foi realizada uma pesquisa avaliativa à luz do referencial de Donabedian. A coleta foi realizada no acervo documental da Associação Afro-Brasileira Ogban e Associação de Anemia Falciforme do Estado de São Paulo, localizadas em São Paulo, entre 1994 e 2001. Para análise dos dados, optou-se pela análise temática. Foram localizados 98 documentos, descartando repetidos, sem data e ilegíveis, restando 58. Destes, foram selecionados 21. Os documentos foram classificados por número e data dos eventos e extraída a informação principal. Os documentos analisados mostraram que o empreendedorismo social das ONGs, em parceria com o poder público, produziu processo e resultado com a inclusão da anemia falciforme na triagem neonatal por meio da Portaria GM/MS n.º 822/2001.

Article Details

Como Citar
ASSUMPÇÃO KIKUCHI, Berenice; IVO, Maria Lucia; BARBIERI, Ana Rita. MULHERES NEGRAS E FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS: TRIAGEM NEONATAL PARA ANEMIA FALCIFORME. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. 34, p. 539-551, nov. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/1148>. Acesso em: 27 out. 2021.
Seção
Dossiê Temático