A ADEOLA – PRINCESAS E GUERREIRAS NA LUTA CONTRA O RACISMO E A FAVOR DA EQUIDADE DE GÊNERO

Main Article Content

Raísa Carolina Carvalho do Amaral

Resumo

OO Adeola – Princesas e Guerreiras é projeto independente, idealizado e criado por duas estudantes universitárias da Universidade Federal de São Carlos campus Sorocaba, dos cursos de Ciências Biológicas e Econômicas, Raísa Carvalho e Denise Teófilo. Pautado nas relações raciais, gênero, cultura e arte, criado a partir da demanda e da necessidade de debater a questão das relações raciais e gênero ao que tange à Lei 10.639/03, Lei que torna obrigatório o ensino de Historia e Cultura Africana e Afro-brasileira nas escolas. As idealizadoras, após muito estudo, criaram o Adeola, pois veem no projeto a oportunidade de suprir algo que lhes faltou na infância e adolescência, o protagonismo e a representatividade de mulheres negras nos contextos de historia e contos africanos, quebrando paradigmas sobre princesas e empoderando-as de suas raízes tendo apenas um ano de criação, suprindo aos poucos a necessidade de se trabalhar essa temática em nosso país. Através de uma performance onde interpretam duas princesas africanas Funji e Kambo irmãs da rainha Nzinga (Símbolo de luta e resistência na Angola no século XVII) que viajam pelo tempo utilizando um brinco mágico, falando da África, dos povos africanos e afro-brasileiros, desde a pangeia até os dias de hoje, correlacionando questões que tangem ao gênero, às relações raciais e a desconstrução de preconceitos. A performance é muito rica em protagonismo e representatividade e utiliza elementos como o turbante (coroa da ancestralidade africana) e o berimbau (arma das guerreiras bantu) que fortalecem o cenário onde as mulheres negras protagonizam a  construção da história da humanidade, empoderando as crianças, principalmente, meninas negras. O Adeola tem como objetivo fomentar a desconstrução de preconceitos, e provocar reflexões sobre ações reprodutoras do racismo, machismo e estereótipos do continente e dos povos africanos, tornando as crianças mais criticas e reflexivas em suas ações.

Article Details

Como Citar
AMARAL, Raísa Carolina Carvalho do. A ADEOLA – PRINCESAS E GUERREIRAS NA LUTA CONTRA O RACISMO E A FAVOR DA EQUIDADE DE GÊNERO. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 24, p. 301-314, fev. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/381>. Acesso em: 17 out. 2021.
Seção
Artigos