RACISMO, SAÚDE MENTAL E TERRITÓRIO: DESAFIOS POLÍTICOS E EPISTEMOLÓGICOS NA CLÍNICA AMPLIADA

Main Article Content

Regina Marques de Souza Oliveira Maria da Conceição Nascimento

Resumo

O Dossiê Temático Racismo, Saúde Mental e Território: desafios políticos e epistemológicos na clínica ampliada, representa um documento importante para a pesquisa sobre o negro no Brasil e principalmente para a psicologia, a psicologia clínica e psicanálise brasileira. O nome do Dossiê representa a diversidade de temas que os estudos em saúde da população negra e relações étnico raciais dialogados com a psicologia, psicologia clínica e psicanálise promovem quando há preocupação em abarcar as necessidades emergentes das políticas públicas voltadas para a população brasileira em seu conjunto majoritário. O movimento negro foi emblemático na luta por direitos comuns de todos os cidadãos do Brasil. Ao lutar pelo combate às desigualdades e racismos contra o negro, o produto da vitória foi extensível a todos: negros, indígenas e brancos pobres. A política de cotas sociais para o ensino superior, aceitas pela sociedade brasileira antes das cotas raciais e a lei 11.645/08, promulgada após cinco anos da lei 10.639/03, são exemplos de como o movimento social negro é importante e fundamental para a sociedade e população brasileira em todo o seu conjunto.

Article Details

Como Citar
OLIVEIRA, Regina Marques de Souza; NASCIMENTO, Maria da Conceição. RACISMO, SAÚDE MENTAL E TERRITÓRIO: DESAFIOS POLÍTICOS E EPISTEMOLÓGICOS NA CLÍNICA AMPLIADA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, n. 24, p. 03-15, fev. 2018. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/571>. Acesso em: 04 out. 2022.
Seção
Dossiê Temático