ANÁLISE DO DESEMPENHO DE COTISTAS NEGROS E NÃO COTISTAS NOS CONCURSOS PÚBLICOS PARA CARGOS DE TÉCNICO ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO DA UFRJ

Main Article Content

Lucas Mateus Gonçalves Bulhões http://orcid.org/0000-0003-2308-8722 Dyego de Oliveira Arruda http://orcid.org/0000-0002-9514-284X

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar se há diferenças substanciais no desempenho de cotistas negros e não cotistas nos concursos públicos para Técnico Administrativo em Educação (TAE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) realizados a partir de 2014, ano em que foi publicada a lei nº 12.990, que determinou a criação de cotas raciais destinadas às pessoas negras nos concursos públicos federais. Do ponto de vista metodológico, a presente pesquisa é descritiva, de tal modo que as informações relativas ao desempenho dos candidatos foram extraídas do site da Pró-Reitoria de Pessoal da UFRJ. Em suma, as reflexões desse artigo apontaram que não há indícios de diferenças substanciais no desempenho de cotistas negros e não cotistas nos concursos públicos para TAE realizados pela UFRJ a partir de 2014. Sendo assim, não procede o argumento de que as cotas raciais permitiriam com que pessoas com baixos níveis de desempenho acessassem os postos laborais na administração pública.

Article Details

Como Citar
BULHÕES, Lucas Mateus Gonçalves; ARRUDA, Dyego de Oliveira. ANÁLISE DO DESEMPENHO DE COTISTAS NEGROS E NÃO COTISTAS NOS CONCURSOS PÚBLICOS PARA CARGOS DE TÉCNICO ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO DA UFRJ. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. 34, p. 711-730, out. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/872>. Acesso em: 27 out. 2021.
Seção
Artigos