LUTA ANTIRRACISTA E DEMOCRACIA RACIAL NO SÉC. XX: O LEGADO DO JORNAL QUILOMBO: VIDA, PROBLEMAS E ASPIRAÇÕES DO NEGRO (1948-1950)

Main Article Content

Tailane Santana Nunes Wilson Rogério Penteado Jr.

Resumo

Logo após o processo abolicionista, no início do século XX, uma mobilização de negros alfabetizados na luta contra o racismo deu origem ao que atualmente conhecemos como imprensa negra. Por meio da produção de jornais, revistas e folhetins independentes, afro-brasileiros denunciavam o racismo cotidiano e afirmavam sua identidade racial. O Jornal Quilombo figura dentre estes com um importante valor cultural. Dedicado a documentar as ações do teatro negro e as principais questões relativas à comunidade afro-brasileira, Quilombo configurou-se enquanto um instrumento de diálogo permanente com organizações negras no Brasil. Através de uma revisão bibliográfica, o presente ensaio teórico propõe-se a contextualizar a atuação do Jornal Quilombo entre os anos 1948-1950, destacando o importante papel desenvolvido pelo folhetim no combate ao “mito” da democracia racial e, consequentemente, na luta antirracista no Brasil.

Article Details

Como Citar
NUNES, Tailane Santana; JR., Wilson Rogério Penteado. LUTA ANTIRRACISTA E DEMOCRACIA RACIAL NO SÉC. XX: O LEGADO DO JORNAL QUILOMBO: VIDA, PROBLEMAS E ASPIRAÇÕES DO NEGRO (1948-1950). Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. Ed. Especi, p. 694-710, ago. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/955>. Acesso em: 02 dez. 2021.
Seção
Caderno Temático