TRAMAS DE LIBERDADE: ALFORRIA, TRABALHO E SOLIDARIEDADE NO GRÃO-PARÁ (1850-1890)

Main Article Content

Marcelo Ferreira Lobo

Resumo

Este artigo discute a mobilidade de escravos e libertos no Grão-Pará oitocentista e a construção de redes vinculadas ao mundo do trabalho amazônico. Ao analisar 1866 testamentos na província paraense entre os anos de 1796 a 1888, foi possível reconstruir fragmentos de trajetórias de dezenas de sujeitos que transitaram entre a escravidão e liberdade. Neste sentido a presença de libertos no mercado urbano de trabalho na capital paraense, propiciou uma série de tensões marcados pela origem, cor e classe. A figura do liberto ganha destaque como sujeito capaz de mobilizar capital social afim de alargar suas noções de diretos, e acesso a espaços restritos, ampliando as noções do ser cidadão. 

Article Details

Como Citar
LOBO, Marcelo Ferreira. TRAMAS DE LIBERDADE: ALFORRIA, TRABALHO E SOLIDARIEDADE NO GRÃO-PARÁ (1850-1890). Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. Ed. Especi, p. 344-369, ago. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/973>. Acesso em: 27 out. 2021.
Seção
Caderno Temático