“ESTANDO EU EM PERFEITO JUÍZO, FAÇO MEU TESTAMENTO”: REVELAÇÕES TESTAMENTÁRIAS DE AFRICANOS NO RECIFE OITOCENTISTA

Main Article Content

José Bento Rosa da Silva

Resumo

Neste artigo investigamos dois testamentos feitos no século XIX, na freguesia (hoje bairro) do Recife, por africanos que passaram pela experiência do cativeiro e posteriormente conquistaram a liberdade. Um deles, de um senhor, solteiro, e que tinha uma filha com a qual vivia desde a mais tenra idade; o outro, de uma viúva que não tivera filhos.


Estes testamentos nos revelam um pouco da trajetória destes dois africanos, tais como: o círculo de amizade, a crença, a concepção de mundo, o local onde moravam. Portanto os testamentos revelam aspectos da vida, para além da hora da morte.

Article Details

Como Citar
ROSA DA SILVA, José Bento. “ESTANDO EU EM PERFEITO JUÍZO, FAÇO MEU TESTAMENTO”: REVELAÇÕES TESTAMENTÁRIAS DE AFRICANOS NO RECIFE OITOCENTISTA. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 12, n. Ed. Especi, p. 784-806, ago. 2020. ISSN 2177-2770. Disponível em: <https://www.abpnrevista.org.br/index.php/site/article/view/995>. Acesso em: 27 out. 2021.
Seção
Caderno Temático